Para a nossa produção de rolhas de cortiça natural procuramos matérias-primas de qualidade de fornecedores certificados pelo CIPR.
Depois da aquisição da matéria-prima e de um período de estabilização nas nossas instalações a cortiça é submetida à "2ª cozedura"/desodorização. Por forma a obter os melhores desempenhos sensoriais esta "esterilização" é efectuada a vapor eliminando assim o tempo de estabilização da cortiça. Esta é uma operação com a qual temos uma especial atenção visto que é ela que permite retirar das células da cortiça elementos que podem vir a prejudicar o desempenho sensorial das nossas rolhas.

Seguem-se as operações de rabaneação e brocagem das rolhas. Estas rolhas são de seguida submetidas a uma estufa de desumidificação. Esta operação é de especial importância, pois permite reduzir imediatamente o desenvolvimento de fungos muitas das vezes responsáveis pela introdução de desvios sensoriais nas rolhas.

Depois de efectuado o controlo de humidade relativa das rolhas estas são submetidas à rectificação dimensional (quer dos seus corpos, quer dos seus topos).

A fase posterior é a da escolha. Através da análise visual de defeitos efectuada através de processos automáticos as rolhas são classificadas segundo a sua classe visual. Estas classes, são posteriormente acertada/controladas pela inspecção visual do nosso pessoal por forma a garantir que cada classe se encontra dentro do padrão de escolha das nossas classes.

Nesta fase as rolhas estão prontas a serem embaladas (através de contagem electrónica) e expedidas segundo os pedidos dos nossos clientes.

Alguns calibres por nós fabricados:
45x24; 49x24; 45x22; 38x24; 29x21.